Hoje serão apresentadas as mudanças ocorridas no Questionário Perfil GovTI, que foi atualizada da versão 2012 para a versão 2014, com destaque para os itens mais importantes.

 

Então… seguem algumas diferenças merecedoras de destaque:

  • Uma das maiores mudanças foi o destaque na cobrança do “formal e instituído“. Enquanto que no relatório de 2012, subentendia-se a existência de um documento aprovado pela corporação e divulgado a todos, nesta nova versão fica explícita a sua necessidade.
  • Para o grupo Liderança da Alta Administração, à questão Sistema de Governança Corporativa foram incluídos os itens de política corporativa de gestão de riscos e, também, de continuidade de negócio – ambas elevadas ao nível máximo da responsabilidade da corporação, com o objetivo de manter seu negócio sempre funcionando sob um risco controlado. As demais questões foram reorganizadas com foco em Resultados, Riscos, RH, Transparência, Gestão e Monitoramento da Governança de TI, todas com maior especificidade. Este novo questionário cobra, nos casos de execução de auditoria interna, a avaliação das respostas do próprio questionário, cobrindo, assim, a responsabilidade do acompanhamento de seus pontos de controle.
  • Para o grupo Estratégia e Planos, além da cobertura mais abrangente e detalhada do PEI, fica evidente a transparência quando é questionado sua publicação na Internet, permitindo o acesso por todos. Para o PDTI é cobrada a qualidade do seu conteúdo com relação aos itens: objetivos, indicadores e metas para a TI alinhado ao negócio e às suas metas (PEI), o planejamento orçamentário, de RH, de materiais e de terceirização.
  • O agrupamento Informações foi ampliado para maior definição qualitativa, havendo, além da cobrança de um catálogo de sistemas corporativos, um imenso reforço na questão Transparência com a cobrança de divulgação na Internet de documentos antes restritos apenas ao ambiente corporativo: planos de TI; acompanhamento das ações e projetos da TI; editais, anexos e resultados de licitações; contratos e aditivos; a execução orçamentária da TI; dentre outros. Uma grande contribuição à Lei de Acesso à Informação (1, 2), indo em direção ao Portal Brasileiro de Dados Abertos (3), ao Portal da Transparência (4) e à Transparência Pública (5).
  • O grupo Pessoas recebeu foco no planejamento do desenvolvimento das competências, nas capacitações, no acompanhamento e avaliações de desempenho. Removidas a especificidade sobre SISP/GSISP e sobre a capacitação do principal responsável pela gestão de TI.
  • Para o grupo Processos o maior destaque ficou para a necessidade de transparência dos resultados, com importância na satisfação dos usuários. Foi criado o subgrupo Riscos, cobrando seu planejamento e execução alinhado aos processos críticos de negócio. Para a Segurança da Informação, que foi bastante detalhada, fica claro seu apoio na Norma ABNT NBR ISO/IEC 27001:2013 e, também, a necessidade de implementação da GSI na corporação. Para o item Gerenciamento de Projetos, acredito que houve uma perda de informação, pois o questionário anterior cobrava o gerenciamento de projetos para a instituição e, agora, cobra apenas para a área de TI, restringindo a maioria das respostas à atuação do GP na TI. As mudanças mais importantes para o item contratações de serviços de TI foram as necessidades de alinhamento ao PEI e ao PDTI, além de serem avaliadas com relação ao planejamento de contratação através de ARP (conjunta, solitária, com participação ou carona) ou por dispensa/inexibilidade de licitação.
  • Para o grupo Resultados de TI, as questões de Resultados da governança para os cidadãos e Resultados da governança para a sociedade foram fundidos em Serviços disponíveis para o cidadão/cliente. Acredito que o destaque ficou para o maior foco na publicação de serviços e de informações ao cidadão dentro de padrões definidos pelo Governo, inclusive fazendo uso de rede social para maior alcance do cidadão/cliente.

 

O Questionário Perfil GovTI é usado para mapear o nível de maturidade em Governança de sua instituição, servindo, assim, como uma ferramenta inicial para planejar suas metas de implantação da Governança.

Então é isso aí… aproveite para criar seu checklist. Meça, acompanhe, gerencia e evolua a maturidade da Governança em sua instituição!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar tags e atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>